Revista Espaço

Reconhecimento mundial

Aperam passa a integrar o Pacto Mundial das Nações Unidas

Os valores Liderança, Agilidade e Inovação e a promessa da marca, “made for life”, colocam a Aperam na rota da responsabilidade corporativa. O caminho é ainda mais reforçado pelas práticas internas desenvolvidas na Empresa, que carregam em seu cerne a missão de construir, de forma proativa, uma Organização voltada para o desenvolvimento sustentável.

Esse comportamento foi mais uma vez reforçado com a adesão da Aperam ao Pacto Mundial das Nações Unidas (UNGC – United Nations Global Compact), maior iniciativa mundial de responsabilidade corporativa, reunindo cerca de oito mil participantes, entre empresas e entidades não comerciais, em 135 países.

Com o UNGC, a Aperam se compromete com uma política estabelecida e reconhecida para o desenvolvimento, implementação e divulgação de práticas de direitos humanos, ambientais, sociais e de governança. O documento facilita o compartilhamento e a troca de experiências para que haja um avanço em soluções e estratégias empreendidas na busca da sustentabilidade e da cidadania corporativa.

Da mesma forma, todas as operações do negócio passam a ser geridas com base nas diretrizes do Pacto e nos Dez Princípios da ONU, que também devem ser divulgados nos canais de comunicação corporativos disponíveis, juntamente com a publicação anual de um Relatório de Sustentabilidade, informando aos stakeholders os esforços para execução dos princípios preconizados pelo acordo.

Participação avalizada

O UNGC é uma iniciativa de liderança, que deve envolver o compromisso da direção e ser apoiado pelo mais alto nível do órgão de governança das empresas. Na Aperam, não foi diferente, com o processo para integração ao Pacto sendo iniciado pelo Comitê Diretivo de Sustentabilidade.

O Órgão é responsável por definir e monitorar a aplicação da Política de Sustentabilidade da Empresa. Para isso, deve acompanhar os Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) de Sustentabilidade e submeter ao Comitê de Gestão um plano de estruturas adequadas para direcionar as ações orientadas para a comunidade, incluindo as ações conduzidas pela Fundação Aperam Acesita.


Dez princípios da ONU a favor dos Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção

11

Práticas sustentáveis da Empresa agora são reconhecidas e formalizadas pela ONU

  1. Apoiar e respeitar a proteção aos direitos humanos reconhecidos internacionalmente;
  2. Assegurar-se de que não são cúmplices de violação de direitos humanos;
  3. Apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento do direito à negociação coletiva;
  4. Eliminar todos os tipos de trabalho forçado ou compulsório;
  5. Abolir o trabalho infantil;
  6. Eliminar a discriminação no emprego;
  7. Apoiar uma abordagem preventiva para os desafios ambientais;
  8. Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental;
  9. Incentivar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis;
  10. Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.
Compartilhar: