Revista Espaço

Reconhecimento mundial

Aperam passa a integrar o Pacto Mundial das Nações Unidas

Os valores Liderança, Agilidade e Inovação e a promessa da marca, “made for life”, colocam a Aperam na rota da responsabilidade corporativa. O caminho é ainda mais reforçado pelas práticas internas desenvolvidas na Empresa, que carregam em seu cerne a missão de construir, de forma proativa, uma Organização voltada para o desenvolvimento sustentável.

Esse comportamento foi mais uma vez reforçado com a adesão da Aperam ao Pacto Mundial das Nações Unidas (UNGC – United Nations Global Compact), maior iniciativa mundial de responsabilidade corporativa, reunindo cerca de oito mil participantes, entre empresas e entidades não comerciais, em 135 países.

Com o UNGC, a Aperam se compromete com uma política estabelecida e reconhecida para o desenvolvimento, implementação e divulgação de práticas de direitos humanos, ambientais, sociais e de governança. O documento facilita o compartilhamento e a troca de experiências para que haja um avanço em soluções e estratégias empreendidas na busca da sustentabilidade e da cidadania corporativa.

Da mesma forma, todas as operações do negócio passam a ser geridas com base nas diretrizes do Pacto e nos Dez Princípios da ONU, que também devem ser divulgados nos canais de comunicação corporativos disponíveis, juntamente com a publicação anual de um Relatório de Sustentabilidade, informando aos stakeholders os esforços para execução dos princípios preconizados pelo acordo.

Participação avalizada

O UNGC é uma iniciativa de liderança, que deve envolver o compromisso da direção e ser apoiado pelo mais alto nível do órgão de governança das empresas. Na Aperam, não foi diferente, com o processo para integração ao Pacto sendo iniciado pelo Comitê Diretivo de Sustentabilidade.

O Órgão é responsável por definir e monitorar a aplicação da Política de Sustentabilidade da Empresa. Para isso, deve acompanhar os Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) de Sustentabilidade e submeter ao Comitê de Gestão um plano de estruturas adequadas para direcionar as ações orientadas para a comunidade, incluindo as ações conduzidas pela Fundação Aperam Acesita.


Dez princípios da ONU a favor dos Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção

11

Práticas sustentáveis da Empresa agora são reconhecidas e formalizadas pela ONU

  1. Apoiar e respeitar a proteção aos direitos humanos reconhecidos internacionalmente;
  2. Assegurar-se de que não são cúmplices de violação de direitos humanos;
  3. Apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento do direito à negociação coletiva;
  4. Eliminar todos os tipos de trabalho forçado ou compulsório;
  5. Abolir o trabalho infantil;
  6. Eliminar a discriminação no emprego;
  7. Apoiar uma abordagem preventiva para os desafios ambientais;
  8. Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental;
  9. Incentivar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis;
  10. Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.
Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.