Revista Espaço

A favor da juventude

Fundação apoia iniciativa que estimula a atuação de coletivos de jovens por meio do teatro e da literatura

15

Artistas do Grupo Atempus, que, em parceria com a Fundação, percorrerão escolas da região do Vale do Aço para promover ações de incentivo à leitura e ao teatro

O Grupo de Teatro Atempus, de Timóteo, recebeu este ano recursos da Fundação Aperam Acesita para realizar o projeto “Jovem para Sempre”, que prevê a criação de grupos de estudos nas escolas para analisar e debater a obra “O Retrato de Dorian Gray”, do escritor irlandês Oscar Wilde.

Considerado um clássico da literatura moderna, o romance, escrito no século XIX, narra a história de um jovem que se recusa a envelhecer por medo de perder a beleza. Seu desejo de juventude eterna é realizado por meio de um pacto que faz com que o passar dos anos não aja sobre seu corpo físico, mas sim sobre um de seus retratos. “O livro constrói uma crítica aos padrões estéticos e à valorização excessiva da beleza. São esses temas, ainda atuais, que queremos trabalhar com os estudantes”, explica o ator Joe Arthuso, integrante do Atempus.

Durante cerca de três meses, os adolescentes vão participar de debates, oficinas e seminários para desenvolver estudos relacionados à temática do romance. Um dos trabalhos será escolhido pelo Atempus como base para a montagem de um espetáculo inspirado no livro de Wilde. “A ideia é incentivar a leitura e despertar o interesse pelo teatro”, resume Arthuso. O grupo vencedor também receberá prêmio em dinheiro para promover melhorias em sua escola.

Apoio compartilhado

O “Jovem para Sempre”também recebeu recursos do fundo Iniciativa Comum, que tem o objetivo de apoiar projetos que mobilizem estudantes para a realização de trabalhos em rede, formando grupos de discussão e incentivando a sua participação em espaços de governança participativa.

O fundo foi criado pela Fundação Inter-Americana (IAF) e pelo Bloco Brasil da RedEAmérica, iniciativa que reúne instituições empresariais – inclusive a Fundação Aperam Acesita – para apoiar projetos com foco no desenvolvimento de comunidades e na redução da desigualdade social.

Segundo Vera Dutra, coordenadora de projetos da Fundação, o trabalho conjunto com o Iniciativa Comum pode ser uma oportunidade valiosa para conhecer e aplicar novas metodologias de desenvolvimento de programas com jovens. “A experiência pode ser uma importante fonte de aprendizagem tanto para os coletivos envolvidos, quanto para a própria instituição”, afirma.


Troca de experiências

A parceria entre a Fundação Aperam Acesita e a RedEAmérica é responsável atualmente por sete projetos de desenvolvimento comunitário nas regiões do Vale do Aço e Alto Jequitinhonha. Segundo o presidente da Fundação, Venilson Vitorino, o objetivo dessas ações é fazer com que as instituições beneficiadas se tornem mais independentes. “O desafio é tornar-se sustentável, de maneira que a própria Organização possa contribuir para o desenvolvimento da comunidade em que está inserida”, afirma.

No final de fevereiro, a Fundação participou do IV Fórum da RedEAmérica, que reuniu diversas instituições e empresas associadas para promover o intercâmbio de ideias e divulgar práticas de sucesso. “Essa troca de experiências é muito valiosa e deve ser sempre aproveitada”, defende Venilson.

Compartilhar: