Revista Espaço

Presença reforçada

Aperam firma acordos comerciais e aumenta participação no segmento sucroalcooleiro

A Aperam South America deu um passo decisivo para consolidar sua forte participação no segmento sucroalcooleiro, atendendo quase 100% a demanda de um dos líderes nacionais do setor, a joint venture Raízen, formada pela Cosan e Shell. Aproximadamente 1.500 toneladas de aço inox (planos e tubos) é o volume do fornecimento acordado, a ser utilizado no período da entressafra, de outubro de 2011 a janeiro de 2012.2

Esse é o segundo acordo comercial firmado entre as duas empresas. Ele prevê o aumento de cerca de 115% no fornecimento de aços planos em relação ao primeiro contrato referente a 2009/2010, com destaque para inclusão do aço K03/410D, em substituição ao aço carbono nas aplicações das usinas sucroalcooleiras.

A ampliação da parceria é um desdobramento da série de esforços comerciais e técnicos utilizados, por exemplo, em workshops que a equipe da Aperam organizou no estado de São Paulo, ao longo do mês de maio. Os encontros foram centrados nas vantagens que o inox apresenta em relação ao aço carbono, especificamente nas usinas e equipamentos das indústrias de açúcar e etanol. “Foram quatro dias que envolveram as 22 usinas em funcionamento da Raízen no Estado, onde mostramos os ganhos em utilizar aços inoxidáveis por sua extensa vida útil e qualidade, refletidas no produto final das usinas sucroalcooleiras”, conta Lúcio Bailo, engenheiro de aplicação, responsável pela área técnica do segmento sucroalcooleiro.

Bailo conta que o K03/410D possui excelente desempenho e reduz, por exemplo, o tempo de parada das usinas para manutenção em suas instalações. “Essas características fazem do K03/410D um grande trunfo em relação aos aços tradicionalmente usados”, ressalta Bailo.


Potencial

O mesmo workshop foi realizado, também, nos meses de junho e julho, na Bunge, 3ª maior empresa do setor de alimentos do Brasil, mostrando a eficiência das soluções em inox da Aperam frente ao aço carbono. Foi acordado um pedido inicial de 30 toneladas de aço inox a serem fornecidas no período da entressafra, cujo potencial pode ser expandido para além de 100 toneladas, tendo em vista os projetos que o cliente executará. “Hoje a Aperam faz investimentos para atender seus clientes da maneira mais próxima”, afirma Raphael Cintra, analista de negócios, responsável pelo atendimento comercial do setor sucroalcooleiro.

Ele argumenta que o segmento está em fase de desenvolvimento e profissionalização de suas indústrias no Brasil, pressionadas pela competição dos grandes grupos que atuam no país. “A Aperam atua exatamente para estimular a mudança de conceitos junto a essas empresas, oferecendo produtos de alta qualidade e eficiência”, pontua Cintra.

Compartilhar:
Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
Menu

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.