Revista Espaço

GNO

Energia que não se perde

Aço da Aperam garante maior eficiência aos hidrogeradores de usina em construção no Rio Madeira, no Norte do Brasil

5

Aço GNO é instalado nos estatores, peças que compõem os hidrogeradores

A Aperam South America está participando indiretamente da criação das hidrelétricas do Rio Madeira, em Porto Velho (RO), com o fornecimento de aço GNO para a construção de hidrogeradores.

O produto, de baixíssima perda magnética, fabricado por um número restrito de usinas ao redor do mundo, é aplicado nos estatores, que compõem o hidrogerador. Em cada equipamento, são utilizadas cerca de 100 toneladas de aço. Do total de 90 hidrogeradores previstos para o empreendimento, 72 serão produzidos com material 100% nacional e aço GNO da Aperam.

“Os hidrogeradores são responsáveis pela transformação da energia cinética da água em energia elétrica. Com as propriedades especiais do nosso produto, conseguimos que menos energia seja perdida nesse processo e a produção se torne mais eficiente”, explica Bruno Perroni, analista de Negócios.

O aço fornecido para as hidrelétricas do Rio Madeira é o tipo Aperam E110, correspondente ao M270-50A de norma europeia, que faz parte do topo da cadeia de qualidade do GNO na Empresa. Ele é enviado para clientes parceiros – Alstom, Voith e Andritz –, especializados na construção desse tipo de equipamento, e estampado em lâminas. Estas, por sua vez, são montadas em Rondônia. “O caminho que o aço percorre é a demonstração de como conseguimos formar uma rede nacional competitiva e empenhada em gerar energia para as necessidades do país, constituindo uma verdadeira cadeia de produção com passagem por diferentes regiões do país”, ressalta Bruno Perroni.

Com a força da correnteza

O projeto é dividido em duas hidrelétricas: Jirau e Santo Antônio. Juntas, elas terão capacidade para gerar seis mil megawats (MW) de energia para abastecer apenas o território brasileiro. Já a Usina de Itaipu, construída no Rio Paraná, na fronteira com o Paraguai, gera 14 mil MW de energia, destinada ao Brasil e ao Paraguai.

Os hidrogeradores são do tipo bulbo, em que o tamanho dos equipamentos é menor e sua instalação, praticamente submersa à corrente do rio. “Com esse modelo, a turbina que produz a energia é movida pela própria corrente da água, permitindo que a área alagada seja menor e diminuindo o impacto ambiental da construção”, destaca Bruno.

O aço GNO da Aperam tem um histórico associado com a construção de hidrelétricas de todo o mundo. Desde Itaipu, que contou com GNO fornecido à época pela então Acesita, a Empresa foi desenvolvendo o produto, melhorando suas propriedades e adquirindo experiência no segmento, ao direcionar o material, por meio de seus clientes, para diversos empreendimentos. “Hoje, o fornecimento é para o Rio Madeira, mas trabalharemos para atender também a usina de Belo Monte e outras que virão”, conclui Bruno.

Compartilhar: