Revista Espaço

Educação

Motoristas do amanhã

Ações da Semana de Trânsito concluem mais uma edição da Transitolândia

20

Programa prepara as crianças para serem multiplicadoras da educação no trânsito

Timóteo se transformou na cidade da educação no trânsito, com a realização de blitzes educativas entre os dias 19 e 23 de setembro. Com a participação de estudantes de 21 escolas, a Polícia Militar distribuiu folhetos e cartilhas aos motoristas e orientou a comunidade sobre aspectos importantes para sua segurança. Ao todo, foram sete blitzes, que celebraram a Semana Nacional de Trânsito e encerraram as atividades do Projeto Transitolândia 2011.

Direcionado a alunos do 4º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas e particulares de Timóteo, o projeto tem como objetivo sensibilizar os adultos, e, principalmente, preparar as crianças para uma melhor atuação no trânsito. Mais de 18 mil crianças já participaram de atividades da iniciativa, realizada desde 1998 pela Aperam South America, por meio da Fundação Aperam Acesita, juntamente com a Polícia Militar de Minas Gerais, Prefeitura de Timóteo, Superintendência Regional de Ensino e Rotary Club de Acesita.

21

Em blitzes educativas, crianças distribuíram folhetos e cartilhas aos motoristas

Além das blitzes, as atividades incluem palestras da Policia Militar nas escolas e visitas ao espaço do projeto, que reproduz as situações cotidianas encontradas nas ruas, com atividades práticas e lúdicas. “Os alunos conseguem ver na teoria e vivenciar na prática como deve ser o comportamento no trânsito”, comenta Juliana Ramos, coordenadora de Projetos da Fundação.

A novidade neste ano ficou por conta de um concurso de cartuns, em que cada aluno das 21 escolas participantes poderia enviar dois desenhos sobre o tema e concorrer a prêmios. Foram escolhidos três vencedores gerais, enquanto dois desenhos de cada escola foram selecionados para ficarem expostos no Centro Cultural.

“Com o projeto, conseguimos fazer com que a criança, que será o motorista de amanhã, não só aprenda as leis e o melhor comportamento no trânsito, como também aja como uma multiplicadora da educação no trânsito, chamando a atenção de seus pais e adultos para o cumprimento das normas”, destaca Juliana.

Compartilhar: