Revista Espaço

Sinônimo de requinte

7

Peça concebida por Fernanda Marques e exposta pela Brasmetal na Casa Cor

Casa Cor São Paulo confirma condição do aço inox como componente central na decoração de ambientes

Muito mais do que um produto industrial, o aço inox vem se tornando um material quase obrigatório na criação de ambientes funcionais, confortáveis e de bom gosto. Versátil e prático, deixou de ser coadjuvante, e hoje serve como item de decoração para grandes e pequenos espaços e também como matéria-prima para profissionais que queiram emprestar às suas obras um caráter de beleza, modernidade e durabilidade.

Encerrada no mês passado, a 25ª edição da Casa Cor em São Paulo, maior evento de arquitetura e decoração das Américas, evidenciou esse novo status, mostrando como o material está alinhado às últimas tendências do mercado. “A mostra foi uma ótima oportunidade de reafirmar o patamar que o aço inox alcançou nos dias de hoje, sendo cada vez mais reconhecido como referência de estética, requinte e limpeza no design de interiores”, afirma Rodrigo Damasceno, gerente executivo de Marketing do Escritório de São Paulo.

Durante a Casa Cor, diversas aplicações com o aço foram destaque nos ambientes criados. Uma das expositoras, a Mekal, cliente dos aços 304 e 316 da Aperam, apresentou seus produtos em inox, que vão de pias, cubas e bancadas, até tampos modulados, linha de banho e de lavanderia.

“O aço inox tem a incrível capacidade de adaptação a qualquer condição, adequando-se a projetos de design e arte, por transmitir um aspecto leve e contemporâneo. Aproveitamos essa condição para desenvolver peças em formatos diferenciados, fora do convencional. Na Casa Cor, apresentamos a FuoriSerie, linha que, em parceria com profissionais renomados, cria propostas de design inovadoras, unindo precisão e tecnologia a processos manuais de acabamento”, destaca Mauricio Diniz, coordenador de marketing da Mekal.

Outro aspecto valorizado durante o evento foi a sustentabilidade do aço inox, material reciclável cuja produção gera baixos índices de poluentes e consome quantidades pequenas de matérias-primas não renováveis.

Compartilhar: