Revista Espaço

Sala de aula a céu aberto

Com atividades para toda a família, “Brincando, Fazendo e Aprendendo no Oikós” promove orientação ambiental durante as férias escolares

19

Crianças se divertiram em oficinas e brincadeiras promovidas durante o evento e aprenderam sobra a cultura indígena com tribo pataxó

Momentos de lazer e recreação gratuitos, associados às temáticas de educação ambiental, em contato direto com a natureza em um local que não poderia ser mais agradável: a reserva de 989 hectares de Mata Atlântica que forma o Centro de Educação Ambiental da Aperam, o Oikós. É nesse cenário que a Aperam South America, por meio da Fundação Aperam Acesita, promove todos os anos o projeto Brincando, Fazendo e Aprendendo no Oikós.

Em sua 20ª edição, realizada entre os dias 27 e 30 de julho, o programa estimulou o conhecimento e a compreensão sobre a relação do homem com o espaço natural e a ampliação da consciência ambiental, com atividades destinadas a empregados da Aperam, suas famílias e toda a comunidade.

“Nesses quatro dias, transformamos o Oikós em uma grande sala de aula a céu aberto, pronta para receber todos que quisessem brincar e aprender, despertando a atenção das pessoas”, comenta Venilson Vitorino, diretor administrativo da Fundação Aperam Acesita.

O evento recebeu mais de 13 mil pessoas que participaram de oficinas, brincadeiras, apresentações culturais, exposições e gincanas. “O Brincando, Fazendo e Aprendendo no Oikós é uma atividade muito aguardada pela comunidade de Timóteo. Ele faz parte do calendário da cidade e consegue aliar a diversão dos momentos livres das férias escolares com a educação ambiental, que é o foco do Oikós”, afirma Venilson.

Artesanato indígena

Nesta edição, a grande novidade foi a participação de índios pataxós, da aldeia de Retirinho, em Carmésia (MG), que apresentaram seus costumes e ensinaram os participantes a confeccionar colares e outros artigos com sementes e penas. Para as crianças, atrações tradicionais e divertidas foram mantidas, como as oficinas de malabares e reciclagem, totó, cama elástica, tênis de mesa e espaço de brinquedos.

Práticas de relaxamento, automassagem e antiestresse agradaram a adultos e idosos, que ao lado dos filhos e netos, também fizeram questão de participar das apresentações teatrais e de oficinas de dobraduras e artesanato. Os mais aventureiros encararam caminhadas ecológicas e esportes de aventura, com circuito de arvorismo, escalada, tirolesa e rapel.

Gincana da sustentabilidade

A programação do Brincando, Fazendo e Aprendendo no Oikós contou ainda com exposição dos trabalhos ambientais desenvolvidos por instituições parceiras. O viés da sustentabilidade também apareceu na Gincana Aperam, competição em que os visitantes deveriam responder a perguntas sobre educação ambiental e recebiam prêmios a cada acerto.

Compartilhar: