Revista Espaço

Culinária sustentável

Programa Cozinha Brasil ensina a aproveitar melhor os alimentos

21

Cozinha Brasil ensinou receitas de baixo custo e alto valor nutritivo

22

Nos quatro módulos, programa levou alternativas sustentáveis à rotina dos participantes

A Fundação Aperam Acesita encerrou, com uma atividade complementar, a primeira edição do programa Vida Sustentável. Oferecido em parceira com o Sesi, o programa Cozinha Brasil enriqueceu a iniciativa da Empresa, que teve o objetivo de mostrar aos participantes como utilizar no dia a dia os conceitos de sustentabilidade na culinária.

Segundo o diretor de administração da Fundação, Venilson Vitorino, a realização do Cozinha Brasil não estava prevista na proposta inicial do Vida Sustentável, que conta com quatro módulos: consumo consciente, horta agroecológica, alimentação saudável e orçamento familiar. “O sucesso do programa nos levou a buscar esse incremento para as atividades realizadas”, afirma.

Com o intuito de promover ações de educação alimentar, o Cozinha Brasil ensinou empregados da Aperam e pessoas da comunidade como preparar receitas de baixo custo e alto valor nutritivo, com aproveitamento máximo de todas as partes do alimento, que, em outras circunstâncias, vão direto para a lata de lixo. “Ele ensina a fazer um prato saboroso no paladar e no bolso”, brinca Vitorino.

Em sua quarta edição em Timóteo com apoio da Aperam, o Cozinha Brasil contou com a participação de 186 pessoas e índice de satisfação acima de 90%. Em todo o país, o programa já capacitou mais de 340 mil pessoas em aproximadamente 900 municípios.


Benefícios imediatos

Realizado entre os meses de maio e julho, o Vida Sustentável promoveu encontros com foco na aplicação de alternativas sustentáveis na rotina familiar das pessoas. Os participantes aprenderam, entre outras atividades, a balancear o cardápio, cultivar os próprios alimentos, planejar despesas e investimentos mensais e elaborar uma planilha de orçamento doméstico. “São ações pouco praticadas pela maioria das pessoas e que provocam uma melhoria de vida quase imediata, sem contar os benefícios que trazem ao planeta”, opina Vitorino.

Nessa sua primeira edição oficial (um programa-piloto foi realizado em 2010 com boa aceitação dos empregados), o Vida Sustentável totalizou 199 participações, registrando índice de satisfação superior a 85%. Até o final deste ano serão organizadas mais quatro turmas.

Compartilhar: