Revista Espaço

Criatividade a serviço da vida

Nova campanha de CCQ da Usina de Timóteo estimula a criação de trabalhos baseados em padrões internacionais de segurança

17

Operações de guindastes e içamento estão entre as que receberão foco especial dos trabalhos de CCQ

Desde julho, um objetivo, que se mistura com sentimento, acompanha ainda mais a rotina de todos os circulistas da Usina de Timóteo. Eles estão mobilizados em torno da promoção e manutenção de um ambiente de trabalho seguro, com soluções cada vez mais efetivas para assegurar a não ocorrência de acidentes.

O ponto de partida foi a nova campanha entre os grupos de Círculo de Controle de Qualidade (CCQ) da Aperam, que estimula seus integrantes a desenvolver projetos com base nos Padrões de Prevenção de Fatalidades (FPS – Fatality Prevention Standard), orientações corporativas de segurança que devem ser planejadas e praticadas a todo instante pelos empregados e prestadores de serviços da Aperam.

A campanha, lançada durante o Encontro Anual dos Líderes e Secretários de CCQ, que reuniu 217 profissionais, está em vigor desde o dia 1º de julho e vai até o final de 2012. Até lá, todos os grupos de CCQ da Empresa serão incentivados a desenvolver projetos direcionados a cinco aspectos do FPS: Trabalho em Altura, Consignação de Equipamentos, Espaço Confinado, Trabalho em Ambiente com Risco de Gases e Guindastes e Içamento.

“Após análise feita em conjunto com a área de Segurança, escolhemos os cinco padrões como prioridade para o trabalho. No entanto, nada impede que os grupos desenvolvam projetos com base em outros padrões, já que nossa intenção é identificar possíveis melhorias e reforçar a segurança de uma maneira ampla e geral dentro da Empresa”, ressalta Cleonice Freitas, analista de Melhoria Contínua.


Histórico positivo

18

Projetos serão desenvolvidos com base nos Padrões de Prevenção de Fatalidades. Trabalho em altura é um dos aspectos contemplados

As duas últimas campanhas de CCQ promovidas na unidade tiveram ótimos resultados. Na de Ergonomia, lançada em 2009, foram implantados 1.951 projetos e 605 estão em andamento. Já a campanha de Segurança “Tá na Mão” resultou em 672 projetos implantados, com 291 em andamento e 381 já concluídos. Para a nova mobilização a expectativa é a mesma. “O envolvimento dos circulistas é um grande passo para uma operação cada vez mais livre de acidentes. Com a criatividade e competência dos grupos, tenho certeza de que várias ideias surgirão e colheremos bons resultados ao final do trabalho”, comenta Nelson Alves Júnior, engenheiro de Segurança.

Compartilhar: