Revista Espaço

Soluções especializadas

Aperam South America marca presença em construção de complexo petroquímico no Rio de Janeiro

2

Identificar novas oportunidades e oferecer soluções inovadoras em aço inox. Esse é o compromisso da Aperam South America que, mais uma vez, ganha destaque com o fornecimento de cerca de 530 toneladas de chapas em 317L para a fabricante de tubos e conexões Schulz.

O material foi utilizado para a produção de tubos de aço destinados ao Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). A unidade, em construção pela Petrobras em área de 45 milhões de metros quadrados – o equivalente a seis mil campos oficiais de futebol – no município de Itaboraí (RJ), terá capacidade de refino de 165 mil barris por dia, gerando mais de 200 mil empregos diretos e indiretos.

“As soluções encontradas valorizam a cadeia produtiva nacional e comprovam a qualidade dos produtos desenvolvidos pela Aperam ”, ressalta Frederico Ayres Lima, diretor Comercial da Aperam São Paulo.

3A participação da Aperam South America na obra é resultado da inovação da sua linha de aços inoxidáveis, que hoje conta com os aços Duplex 2205, 2304, 317L, 347/347H, K39MD e K44, próprios para a indústria petroquímica. “Fazer parte da criação de um projeto desse porte e importância mostra que a Empresa está capacitada a atender grandes demandas do setor e a propor soluções em aço para diferentes aplicações”, afirma Danilo Monjardim, analista de Negócios da Aperam São Paulo.

A Aperam South America vem investindo no setor de óleo e gás, na busca de aprimoramento técnico, participando dos principais eventos nacionais e internacionais do setor”, afirma Roberto Guida, gerente executivo de Desenvolvimento de Mercado e Assistência Técnica.

Prontas para o futuro

Além do fornecimento de produtos, a parceria se estendeu ao aspecto técnico da obra. Ao lado da Petrobras, as empresas trabalharam para que fossem utilizados tubos com dupla solda longitudinal. “Esse aspecto foi fundamental, pois permitiu à Aperam fornecer chapas dentro de suas larguras máximas e à Schulz produzir os tubos, garantindo o fornecimento e a melhor aplicação”, ressalta Adriano Lisboa, gerente comercial da Schulz.

Compartilhar: