Revista Espaço

Muito mais que uma chapa

Curso prepara empregados para trabalhar com o inox em diversas formas e utilidades

Durante quatro horas, três vezes por semana, empregados da Aperam Timóteo têm um encontro marcado com o aprendizado. Eles, que estão acostumados a forjar e produzir o inox em seu estado bruto, agora têm a oportunidade de conhecer as múltiplas aplicações do material já pronto e refinado, durante as aulas do Curso de Trabalhabilidade e Fotocorrosão do Inox, oferecido pela Empresa.

A capacitação, uma parceria com o Instituto do Inox, visa a ampliar a capacidade técnica de manufatura e solda do material, qualificando os empregados em habilidades variadas. “O inox permite diversas aplicações sob diferentes formas e para inúmeros setores que, eventualmente, podem render uma remuneração extra”, ressalta Frederick Teixeira, coordenador do Instituto.

“Estou achando o curso excelente, pois é uma oportunidade única de aliar o conhecimento do material, adquirido no trabalho do dia a dia, com uma nova aplicação, proporcionando um crescimento profissional e pessoal”, destaca o operador de forno do Carlite, José Ferreira Campos, um dos participantes do curso.

Ministradas por técnicos especializados, as aulas também agradam a Odercy Batista, operador de caldeira da gerência de Utilidades. “Sempre tive vontade de fazer o curso e agora isso se tornou possível. Penso que aprender não ocupa espaço e o inox é um ótimo material, mas de difícil manejo, que não aceita erro, por isso a capacitação é tão importante”, afirma.


Formação completa

24

José e Odercy colocam em prática o que estão aprendendo no Curso de Trabalhabilidade do Inox

Além da utilização do aço inox, o curso também conta com palestras sobre administração e empreendedorismo que complementam a capacitação dos alunos. “A qualificação é completa, pois proporciona competências da prática e também da gestão, que nos estimulam a um dia, quem sabe, abrir o próprio negócio”, comenta Odercy.

Com o sucesso e aprovação da atual edição, que termina em junho, uma nova turma será formada no segundo semestre. “Não perco uma aula e, se tivesse mais, acharia ótimo. Estou aconselhando todos os meus colegas a participarem da próxima edição”, ressalta José Ferreira.

Compartilhar: