Raio-X: o aço GNO específico para motores de carros elétricos

17/08/2018

Considerado um produto mais nobre, o aço elétrico de grão não orientado (GNO), específico para motores de carros elétricos, possui características próprias e que o diferem dos GNO já produzidos em larga escala pela Aperam.

O produto vem sendo desenvolvido no Centro de Pesquisas da Usina de Timóteo, em Minas Gerais, e há pelo menos dez anos é alvo de estudos liderados pelos pesquisadores da Empresa, José Rogério de Oliveira Júnior e Sebastião da Costa Paolinelli.

O assistente técnico de Aços Elétricos da Aperam, Rubens Takanohashi, comenta as características do produto:

Pequeno e potente

Quando aplicado nos motores dos veículos, o aço elétrico precisa trabalhar em elevadas frequências, de no mínimo 400 hertz. Por isso, uma característica fundamental deste produto é a baixa perda magnética, que é alcançada, principalmente, pela redução da espessura das chapas de aço. “Enquanto para as demais aplicações as chapas de aços elétricos são comercializadas com cerca de 0,50mm, no caso daquelas destinadas a motores de carros elétricos o tamanho deve variar de 0,20 a 0,30mm”, afirma Takanohashi.

Propriedades mecânicas

Outra exigência do GNO para carros elétricos são as altas propriedades mecânicas, capazes de assegurar um bom desempenho do produto mesmo em rotações que podem chegar a 20 mil rpm. “Isso é garantido por meio de uma composição química que o permite resistir aos mais elevados esforços mecânicos.”

Permeabilidade

A facilidade de magnetizar o motor (ou a permeabilidade) é outra característica indispensável dos aços GNO destinados aos carros elétricos. “O produto deve demandar uma corrente elétrica menor para gerar a energia necessária, podendo aumentar a autonomia ou reduzir a quantidade de baterias. Além disso, aumenta o torque do motor, permitindo maior força nas arrancadas e retomadas de velocidade”, conclui.

Compartilhar: