Aço Verde: um compromisso com a sustentabilidade

28/08/2017

Hoje em dia não basta ter um produto de qualidade. É preciso pensar, desde o início do processo de produção, em sustentabilidade. Isso mesmo! A busca das empresas que querem se destacar hoje está intimamente ligada a um aspecto: ser rentável e ecológica. Para isso, buscam-se o uso de tecnologias limpas e renováveis, matéria-prima verde e certificada, entre vários outros aspectos.

Sustentabilidade Aperam

Com a produção do aço não seria diferente. Pensar em sustentabilidade sempre esteve no DNA da Aperam. Por isso, desde julho/2011 produzimos o que chamamos de Aço Verde. Quer saber mais? Então continue a leitura!

Aço Verde, o que é?

Uma importantíssima iniciativa sustentável é a produção de aço por meio do carvão vegetal como matéria-prima. O resultado desse processo é o chamado aço verde, obtido por meio de um processo super ecológico.

Hoje o carvão vegetal é consumido principalmente pelas siderúrgicas. O Brasil é o maior produtor mundial de carvão vegetal, e a Aperam BioEnergia, igualmente, é uma das maiores fabricantes de carvão vegetal do mundo! A produção de aço requer uma enorme energia e, por meio do carvão vegetal, o combustível usado nas usinas para a produção de aço emite uma quantidade menor de gases de Efeito Estufa.

Produção de carvão vegetal

Em cinco municípios do Vale de Jequitinhonha em Minas Gerais, a empresa produz e comercializa esse carvão, que vem de sementes, mudas e madeiras cultivadas em suas florestas renováveis de eucalipto. 400 mil toneladas de carvão vegetal são produzidas por ano para abastecer os fornos da Aperam South America.

Como é produzido o carvão vegetal da Aperam?

O carvão vegetal obtido do eucalipto é considerado uma fonte de energia limpa e sustentável. O primeiro passo desse processo é escolher as melhores mudas de eucalipto.  Para isso, especialistas cruzam os melhores tipos de mudas de eucalipto no pomar, que logo após são cuidadas em pequenas estufas que controlam a umidade e a temperatura do ambiente, de modo que a maior quantidade de brotos sejam produzidos. Isso permite um enraizamento mais profundo e economia de água. Depois, as mudas são plantadas em estacas e vão para a casa de vegetação, local que favorece o enraizamento, onde ficam por 30 dias. Depois as mudas são adubadas e irrigadas, e seguem para o plantio no campo.

As árvores crescem nos terrenos da Aperam BioEnergia e no período de sete anos atingem aproximadamente 25 metros de altura. Após esse período, as máquinas retiram o tronco dessas árvores para a produção e encaminham o material para as carvoarias. Os galhos, deixados na terra, servem como adubo, deixando o solo mais fértil.

Como o processo de carbonização da Aperam BioEnergia é planejado e feito de forma sustentável, a companhia conquistou vários certificados, como o FSC® – que assegura que toda a madeira utilizada neste processo é produzida de forma ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável.

Sustentabilidade é uma palavra que sempre esteve presente no vocabulário da Aperam. E não só no vocabulário, mas principalmente na prática: é a base de nossas políticas e ações.

 

Quer saber mais sobre as ações sustentáveis da Aperam? Então acesse www.aperambioenergia.com.br.

Compartilhar: