Aço Verde de verdade? Só o da Aperam!

08/10/2018

Quem escolhe a Aperam opta pela sustentabilidade e pelas melhores práticas do processo siderúrgico mundial, privilegiadas visando a reduzir os impactos ambientais e a preservar os recursos naturais para as futuras gerações. Você certamente já ouviu falar que somos a única produtora mundial do chamado Aço Verde, mas sabe, de fato, o que isso significa?

O título está assegurado uma vez que a Aperam South America é a única siderúrgica do mundo que utiliza exclusivamente o carvão vegetal em seu processo produtivo, abrindo mão do carvão mineral, que predomina na indústria.

O carvão vegetal utilizado pela Aperam para a produção dos seus aços inoxidáveis, elétricos e especiais ao carbono tem origem na Aperam BioEnergia. Subsidiária do Grupo Aperam, a Empresa mantém florestas renováveis de eucalipto na região do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. No local, somente em 2018, serão produzidas 430 mil toneladas do insumo, que segue diretamente para o abastecimento dos altos-fornos da Usina da Aperam em Timóteo (clique aqui e confira um infográfico que mostra todo o processo da Aperam e da BioEnergia).

O resultado do uso exclusivo do carvão vegetal? Uma drástica redução dos impactos ambientais que resultam do processo siderúrgico e a garantia de preservação do meio ambiente. “O uso do carvão vegetal resgata CO2 da atmosfera, o que representa um ganho enorme na retirada de um dos maiores influenciadores do aquecimento global. Desenvolvemos produtos de alta tecnologia e valor, alinhados às melhores tendências e contribuindo para questões de clima, energia e de meio ambiente. Essa perspectiva é compartilhada e valorizada por clientes e parceiros, mas estamos certos de que tem espaço ainda para crescer e ser abraçada por mais players no mercado”, ressalta Frederico Ayres Lima, presidente da Aperam South America.

Carvão mineral X Carvão vegetal

O carvão mineral é um combustível fóssil extraído diretamente da natureza. Trata-se de um produto não renovável, que também gera outros impactos negativos, uma vez que gases de efeito estufa são liberados na atmosfera durante a sua utilização.

O carvão vegetal da BioEnergia, por sua vez, tem origem em plantações de eucalipto certificadas pelo FSC® (Forest Stewardship Council®), o que garante que toda a madeira é produzida de forma ecologicamente correta, socialmente justa e economicamente viável. As florestas ainda liberam oxigênio que neutraliza as emissões de CO2 e gera créditos de carbono.

E é justamente pela utilização da fonte de energia limpa, renovável e pioneira que os aços especiais da Aperam são classificados como Aços Verdes.

– O carvão mineral emite 1,8 tonelada de CO2 na atmosfera, além de 7 kg de SO2 por tonelada de aço produzido.

– O uso do carvão vegetal, por sua vez, resgata do meio ambiente 2,9 toneladas de CO2 para cada tonelada de gusa produzido.

Compartilhar: