Aço inox: 100% higiênico

27/03/2017

Uma cozinha toda feita em aço inoxidável, desde as instalações até os utensílios, chama a atenção. É elegante, sofisticada, bonita. Capa de revista de decoração. Mas há um motivo muito mais importante para se utilizar o inox nesse ambiente, uma razão que vai além da beleza: a higiene. Vários aspectos do aço inoxidável fazem dele  um dos metais mais apropriados para se usar em locais que exigem uma limpeza mais profunda, como cozinhas, principalmente as profissionais, e também a área hospitalar, nos equipamentos e acessórios das clínicas.

O inox na área hospitalar

A necessidade de higiene em hospitais não é novidade para ninguém. Lidar com doenças significa lidar com possibilidades de contágio e contaminação, e todo cuidado é pouco. As pessoas e animais doentes são mais vulneráveis a infecções e, portanto, precisam estar em locais limpos e esterilizados.

A superfície sem poros do aço inoxidável impede que microorganismos se acumulem. As poucas bactérias que podem se reter sobre o metal são facilmente retiradas no momento da limpeza, que é rápida e simples, o que garante um alto nível de higiene. Isso faz com que o aço inoxidável seja um material muito apropriado para hospitais, clínicas, centros veterinários e outras instituições de saúde.

O inox na cozinha

Na cozinha, as vantagens também são muitas. O inox pode estar nos balcões, nas panelas, nos eletrodomésticos, nos utensílios em geral. Sua resistência à corrosão é um dos aspectos que o tornam adequado para este meio; o metal leva muito tempo para se deteriorar e, assim, garante uma longa vida-útil e o consumidor não precisa se preocupar em substituir seus utensílios e equipamentos de cozinha. Além disso, o metal tolera muito bem certos tipos de alimentos, como os que apresentam acidez elevada, sem apresentar riscos de oxidação.

O inox também apresenta resistência a altas temperaturas, o que é importante para os fornos mais potentes, e pode ser finalizado em diversos formatos distintos. Assim, há utensílios de diversos tamanhos. Já sabemos que sua superfície lisa, semelhante à do vidro, dificulta o acúmulo de bactérias e sujeira, e facilita muito o trabalho de quem vai limpar os balcões e lavar a louça após o jantar. E como a limpeza é rápida, o próximo alimento a entrar em contato com o metal tem seu sabor e odor naturais garantidos.

O metal onde as bactérias não podem morar

Outros metais são afetados pelos compostos químicos que saem dos alimentos. Esses compostos causam microfissuras nos metais, pequenos cortes onde bactérias podem se alojar com facilidade. E com essas fissuras são minúsculas, é muito difícil penetrá-las e limpá-las. O aço inoxidável, por outro lado, não é afetado por substâncias que possam sair dos alimentos, por mais ácidos que sejam, e sua superfície permanece lisa, inalterada e de fácil limpeza. Por conta de sua elasticidade, os impactos que o metal sofre também não causam danos ou fissuras. Todas essas características do inox fazem dele um material muito utilizado nos recipientes de preparo e armazenamento de alimentos.

Há ainda outras vantagens práticas para os cozinheiros, fique atento às dicas: como o inox é um elemento neutro e não contamina o alimento, como pode acontecer com outros metais, ele garante todo o sabor do prato! Além disso, as panelas de inox distribuem  igualmente o calor, o que permite que a comida seja cozida por igual, evitando as terríveis crostas queimadas.

O aço inoxidável é, enfim, tão higiênico, que seria o metal mais indicado para as tubulações e para qualquer recipiente que armazene água, uma vez que é extremamente importante que a água que consumimos não esteja infectada. Apostar no inox é apostar em um metal limpo, livre de bactérias.

Se você quer saber mais sobre o aço inox e conhecer a sua aplicabilidade na arquitetura, clique aqui!

Compartilhar: